MISSÃO

– Contribuir para a sustentabilidade das florestas e das populações que vivem nesse ecossistema.

– Fornecer produtos puros, de alta qualidade, que atendam às necessidades de nossos clientes e contribuam para a saúde das pessoas.

Princípios:

Integridade, Sustentabilidade, Transparência

Criação de alternativas econômicas e sustentáveis que visam preservar as áreas de floresta respeitando a cultura das populações locais.

A criação de oportunidades de exploração de Recursos Florestais não Madeireiros é fundamental para a preservação da Floresta Amazônica. A coleta de sementes e a extração de resinas como a copaíba fazem parte da cultura indígena e da cultura da população tradicional desde os tempos dos ciclos da borracha. O processamento dessas sementes para a extração de óleo e manteigas é muito importante para evitar o empobrecimento da floresta dessas espécies, ao mesmo tempo que gera renda para essas populações: a Ucuúba, conhecida como virola (Virola sebifera), vem sendo cortada e vendida a preços irrisórios para produção de cabos de vassoura e outros fins; o murumuru (Astrocaryum murumuru) as vezes é derrubado no manejo do açaí por não existir compradores da semente do murumuru; o açaí (Euterpe oleácea), em algumas áreas, não é manejado por não haver compradores do palmito (o manejo permite maior produção e facilidade de colheita). Outras espécies como a andiroba, copaíba e o cumaru são derrubadas para o aproveitamento de sua madeira. Espécies como babaçu (Attalea speciosa), buçú (Manicaria saccifera), cocão (Erythroxylum deciduum), buriti (Mauritia vinifera), e tucumã (Astrocaryum aculeatum), contém óleos muito interessantes, porém pouco exploradas, apesar de existirem áreas extremamente ricas destas espécies. A exploração correta poderia gerar uma renda recorrente e maior do que a proveniente da exploração de madeira para populações tradicionais, além de preservar a floresta. A GOA se interessa pela construção de parcerias com empresas de cosméticos e fármacos para viabilizar a sustentabilidade e otimização das fábricas pertencentes às comunidades locais. O papel da GOA é garantir a qualidade dos produtos, padronizar embalagens, viabilizar uma logística eficiente, bem como garantir o fornecimento das quantidades exigidas pelos clientes, o que pode necessitar a compra em diversos locais.